quinta-feira, 9 de março de 2017

QUANDO SE FRITAVA NA BANHA DE PORCO ERA MAIS SAUDÁVEL

quarta-feira, 8 de março de 2017

COMO SOU MUITO EDUCADO, FINO, SUTIL, cuidado palavras indecorosas

Quem sabe que nós, pobres mortais que trabalhamos oito horas por dia seis dias por semana para ganhar R$937,00 por mês alimentamos todas as mordomias dos filhos de putas, ladrões, escrotos, safados da lista abaixo? Então! Em 2018 vamos receber estes filhos de putas, seus apaniguados, afilhados e indicados em nossas casas de braços abertos. Estes novos filhos de putas serão nossos futuros dependentes visto que os manteremos com as mesmas mordomias que para seus padrinhos, bilionários fabricados por nós.
   Pensão de ex-governador + aposentadoria de ex-senador
José Sarney: R$ 29.36,18 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 30.471 (pensão do governo do MA) = R$ 59.507,18.
Pedro Simon: R$ 17.556,76 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 30.471,11 (pensão do governo do RS) = R$ 48.027,87.
Albano Franco: R$ 17.556,76 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 30.471,11 (pensão do governo do RS) = R$ 48.027,87.
Nabor Júnior: R$ 22.148,52 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 24.376 (pensão do governo do AC) = R$ 46.524,52.
Epitácio Cafeteira: R$ 13.167,57 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 30.471 (pensão do governo do MA) = R$ 43.638,57.
Marcelo Miranda: R$ 8.778,38 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 30.471 (pensão do governo do MS) = R$ 39.249,49.
Jorge Bornhausen: R$ 13.167,57 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 23.880,16 (pensão do governo do SC) = R$ 37.047,73.
Casildo Maldaner: R$ 12.637 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 23.880,16 (pensão do governo do SC) = R$ 36.517,16.
Francelino dos Santos: R$ 22.148,52 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 10.500 (pensão do governo do MG) = R$ 32.648,52.
Lavoisier Maia Sobrinho: R$ 8.778,38 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 21.914,76 (pensão do governo do RN) = R$ 30.693,14.
Jose Marcio de Lacerda: R$ 17.556,76 (aposentadoria como ex-senador) + R$ 11.597,08 (pensão do governo do MT) = R$ 29.153,84.
Pensão de ex-governador + aposentadoria de ex-deputado federal
Alceu Collares: R$ 30.471,11 (pensão do governo do RS) + R$ 20.884,83 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 51.355,94.
Wilson Leite Braga: R$ 23.500,82 (pensão do governo do PB) + R$ 22.148,83 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 45.649,35.
Emílio Hoffmann Gomes: R$ 30.471,11 (pensão do governo do PR) + R$ 12.070,27 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 42.541,38.
Germano Rigotto: R$ 30.471,11 (pensão do governo do RS) + R$ 11.672,35 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 42.143,46.
Paulo Cruz Pimentel: R$ 30.471,11 (pensão do governo do PR) + R$ 8.778,38 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 39.249,49.
Henrique Cordova: R$ 23.880,16 (pensão do governo do SC) + R$ 8.778,38 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 32.658,54.
Eduardo Azeredo: R$ 10.500 (pensão do governo do MG) + R$ 10.611,23 (aposentadoria como ex-deputado federal) = R$ 21.111,23.
Pensão de ex-governador + salário de senador
Roberto Requião: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 30.471,11 (pensão do governo do PR) = R$ 64.234,11.
Antônio Carlos Valadares: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 30.471,11 (pensão do governo do SE) = R$ 64.234,11.
Edison Lobão: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 30.471,11 (pensão do governo do MA) = R$ 64.234,11.
João Alberto Souza: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 30.471,11 (pensão do governo do MA) = R$ 64.234,11.
Jorge Viana: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 24.376,89 (pensão do governo do AC) = R$ 58.139,89.
José Targino Maranhão: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 23.500,82 (pensão do governo do PB) = R$ 57.263,82.
Cássio Cunha Lima: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 23.500,82 (pensão do governo do PB) = R$ 57.263,82.
José Agripino Maia: R$ 33.763 (salário de senador) + R$ 21.914,76 (pensão do governo do RN) = R$ 55.677,76.
Pensão de ex-governador + salário de deputado federal
Yeda Crusius: R$ 30.471,11 (pensão do governo do RS) + R$ 33.763 (salário de deputada federal) = R$ 64.234,11.
José Reinaldo Tavares: R$ 30.471 (pensão do governo do MA) + R$ 33.763 (salário de deputado federal) = R$ 64.234.
Esperidião Amin: R$ 23.880,16(pensão do governo do SC) + R$ 33.763 (salário de deputado federal) = R$ 57.643,16.
Carlos Gomes Bezerra: R$ 11597,08 (pensão do governo do MT) + R$ 33.763 (salário de deputado federal) = R$ 45.360,08.

terça-feira, 7 de março de 2017

APENAS PARA MARCAR POIS DELAS SÃO TODOS OS DIAS


domingo, 5 de março de 2017

O RESULTADO NÃO PODERIA SER OUTRO

BOXES INTERDITADOS.


Muitas vezes várias pessoas seja ou não do governo tentaram organizar, dar cunho profissional, juntar em uma associação, estabelecer direitos e deveres, regras poucos eram os comerciantes que aderiam, sempre houve uma parcela contrária a todo tipo e norma. Sou testemunha dos esforços dos comandantes PMs que passaram na localidade, de secretários municipais que se dispuseram promover melhorias (e as fez) em normatizar o funcionamento respeitando as leis, "sonora, idade, higiene, segurança", enquanto cinco comerciantes aceitavam quinze fazia aceitar, com esta política de "ganho o meu o resto que se dane" destruíram não apenas seus comércios mais uma área de lazer que poderia ser usada pelas famílias. Com concessões municipais se arvoraram proprietários sem obrigações para com o poder público. (O mais errado é o pensamento que se houvesse qualquer pagamento seria injusto pois a prefeitura é rica) Este erro é inaceitável porque a prefeitura não tem dinheiro todo que ela tem é o meu o seu o nosso dinheiro e se nos propiciamos alguém usar uma área, explorar comercialmente esta área deve antes de tudo servir aos cidadãos da forma que mais lhes prouver. E os boxes há muito deixaram de ser uma opção para as famílias de Pontezinha. Com a ganância transformaram o local numa mancha negra na entrada da localidade. Agora, interditados tudo vai cair nas costas do prefeito. Ora porque não obedeceram as regras, normas, leis? Lembro que no mandato anterior de Lula Cabral ficou estabelecido que um lado seria usado por bares, restaurantes etc e o que dá a frente para a Rua Joaquim Nabuco, artesanato etc. Pouco tempo durou. 
Lembro um vereador ter feito um estatuto para fundação da associação dos comerciantes dos boxes, não foi à frente porque não houve consenso quanto a higiene, som, segurança etc. revoltado o vereador rasgou o estatuto. Vi acordarem com a PMPE, várias vezes horário de fechamento, nunca compridos. O sanitário  público que deveria ser mantido limpo pelos comerciantes que ganham dinheiro com seus boxes sempre dependeu da prefeitura. Agora não existe porque reclamar, os boxes são da prefeitura os comerciantes detém concessão, e agora?